DOMINGO, 29 DE NOVEMBRO DE 2020

FGTS No Valor De R$ 500 Foram Realizados Por 50% Dos Trabalhadores

Publicidade

A Caixa Econômica Federal do Brasil anunciou recentemente que cerca de R$ 56 milhões dos R$ 96 milhões dos trabalhadores brasileiros já realizaram a retirada do fundo. Assim por meio dos saques imediatos do FGTS de até R$ 500 os trabalhadores sacaram esses recursos. Então desde que os saques foram liberados em setembro de 2019, para os correntistas da Caixa. E em outubro para os não correntista obtiveram débito automático dos valores. Afinal os pagamentos seguiram um cronograma de acordo com as datas de aniversário do trabalhador. Sendo assim nesse artigo separamos informações dos saques do FGTS nos valores de R$ 500 que foram realizados por mais de 50% dos trabalhadores brasileiros.

Publicidade

Saques imediatos do FGTS 2020

Após anunciar o lançamento de um calendário de saques de até R$ 500 por cada vinculada junto ao FGTS. O Governo Federal decidiu fazer a liberação do valor total das contas de saldo de R$ 998 até julho de 2020. Dessa forma esse dinheiro está liberado desde dezembro do ao passado. E já foram sacados bilhões reais que equivale ao valor de mais de 50% dos trabalhadores de todo Brasil. Mas para os que ainda não realizaram o saque, o prazo ainda está estendido até o dia 31 de março. E os valores extras de saque de R$ 998 foram liberados. Sendo assim quem ainda não pegou a quantia extra também pode fazer os saques desse valor.

Vale lembrar que se os valores não forem sacados eles vão retornar para o FGTS. Além disso os valores voltam para o fundo com as atualizações monetárias e juros de acordo com o período que estiveram disponíveis para saque do trabalhador.

Detalhes sobre os saques do FGTS

A liberação dos saques do FGTS envolve as contas vinculadas do fundo para os trabalhadores que ainda estão recebendo depósitos de um empregador atual. Além disso as contas de empregos antigos, as inativas também vão ficar disponíveis para saques. Os valores disponíveis para saque são de R$500 por cada conta que é vinculada ao trabalhador sejam elas ativas ou inativas. Contudo para os que tenha saldo e um salário mínimo, o limite para saque é de R$ 998.

Por exemplo, se um trabalhador tiver duas contas no fundo de garantia, uma no valor de R$ 1500 e outra no valor e R$ 3000, o limite para saque de ambas as contas será apenas de R$ 500. Entretanto com as novas regras as pessoas que tenham até um salário mínimo em suas contas o valor poderá ser retirado totalmente, ou seja R$ 998.

Publicidade

Saques para trabalhadores que não tem conta na Caixa Econômica

Para os trabalhadores que vão sacar até R$ 100 por cada conta, os saques podem ser realizados nas lotéricas, com documento com foto e CPF. Então para os que vão sacar até R$ 998 por cada conta, os saques podem ser realizados em lotéricas ou em correspondentes da Caixa. Mas para isso é necessário estar munido com documento de identificação, cartão cidadão, e senha cidadão. Porém se o trabalhador não tiver o cartão cidadão, poderá sacar os valores em caixas eletrônicos da Caixa com uso do CPF e senha cidadão. Já nos casos de saques feitos diretamente nas agências, o trabalhador deve apresentar documento de identidade com foto, cartão cidadão e senha junto ao CPF.

Existe a possibilidade de transferências para outros bancos dos valores do fundo. Contudo essa ação pode ser realizada apenas nas agências da Caixa Econômica caso o trabalhador opte por uma transferência para outra organização financeira. Também orientamos que o trabalhador leve a carteira de trabalho para que o atendimento da Caixa seja agilizado.

Saques imediatos

Vale lembrar que os saques imediatos não interferem no direito de o trabalhador sacar o FGTS em casos de rescisão contratual. Nem impede de receber os valores de multa de 40% do valor total do fundo. Também não impossibilita os trabalhadores ao saque em situações especificas, como aposentadoria, doença grave, aquisição de casa própria e assim por diante.

De modo geral, nenhum trabalhar é obrigado a sacar o dinheiro do FGTS. Assim caso não haja nenhum saque os valores, os mesmos retornam para o fundo de garantia, com as respectivas rentabilidades. Afinal muitos trabalhadores na liberação do fundo de contas inativas do ano de 2018 não retiraram os valores. E nesse ano já conseguiram rentabilidade de 4% a 6% em suas poupanças junto ao fundo de garantia.

Detalhes sobre saque-aniversário

É importante deixar claro que receber os saques imediatos não gera adesão ao saque-aniversário. Isso porque os trabalhadores interessados nessa modalidade devem comunicar essa decisão a Caixa Econômica Federal. Assim esses saques serão realizados anualmente e vão começar no mês de abril de 2020. De acordo com mês em eu o trabalhador nasceu.

Confira abaixo o calendário determinado para saque-aniversário

  • janeiro e fevereiro / saques de abril a junho de 2020.
  • março e abril / saques de maio a julho de 2020.
  • maio e junho / saques de junho a agosto de 2020.
  • julho / saques de julho a setembro de 2020.
  • agostos / saques de agosto a outubro de 2020.
  • setembro / saques de setembro a novembro de 2020.
  • outubro / saques de outubro a dezembro de 2020.
  • novembro / saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021.
  • dezembro / saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.

Por fim no ano de 2021 os saques devem ser realizados no mês de aniversario com prazo de até dois meses seguintes para retirada dos valores. Então os valores dos saques anuais será um percentual do saldo de toda as contas que o trabalhador tiver abertas em seu nome. Assim para as contas com saldo de R$ 500, será liberado metade do saldo. E quanto maior o saldo da conta menor será o percentual dos valores liberados para saques. Também as contas que tiverem mais de R$ 500 os saques serão acrescidos de valores de parcelas fixas. E os cotistas com saldo menor poderão sacar os valores anuais em percentuais maiores.

Saque recisão

Contudo caso o trabalhador opte por esse tipo de saque, ficará impedido de retirar os valores totais do FTS em casos de rescisão de contrato. Mas o mesmo trabalhador ainda tem direito de receber os 40% de multa sobre o valor total no fundo de garantia. Sendo assim caso o trabalhador se arrependa, ele poderá retornar ao saque-rescisão. Após um período de carência de dois anos após o tempo de adesão ao saque aniversário.

Porém caso o trabalhador opte por esse saque ainda terá direto a retirar o saldo do FGTS. Em casos de aquisição de casa própria, aposentadoria, doenças graves e falecimento. Afinal essas determinações são previstas por lei.

Considerações Finais

Com as novas determinações do Governo Federal, será possível sacar alguns valore extras do FGTS. Assim se espera que quase todos os trabalhadores brasileiros que possui direito ao beneficio vão sacar os valores até o fim do ano. Por isso caso tenha valores em seu FGTS, não deixe de consultar para que consiga retirar os valores do seu fundo de garantia.

Veja também:

Tudo Sobre as Novas Determinações do Governo Sobre o FGTS 2020

Publicado em: 31 de janeiro de 2020

Relacionados

Deixe seu comentário

© Copyright UalBr 2020. Todos os direitos são reservados.

Este Blog usa cookies com função de garantir uma boa experiência. OK | Mais informações